Facebook
  • Adicione aos Favoritos
  • Contato
  • RSS
  • Mapa do Site
  • Indique a um Amigo
  • Matérias em Espanhol

Busca

“PREVIDÊNCIA: Procuradoria apura maus-tratos na agência Campinas do INSS” - “PREVIDÊNCIA: Procuradoria apura maus-tratos na agência Campinas do INSS”


“A Procuradoria da República de Campinas instaurou inquérito civil contra a gerência regional do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) em consequência de denúncias de maus-tratos e incorreções nas perícias médicas feitas pela Assodeseg (Associação Solidária em Defesa aos Segurados do INSS) e pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas, Abasivas e Similares de Campinas e Região. O procedimento foi instaurado pelo procurador Paulo Gomes Ferreira Filho.

O inquérito irá investigar denúncias de mau atendimento aos usuários do INSS em Campinas, falta de identificação dos peritos que prestam atendimento, o que dificultaria as reclamações sobre seu comportamento, a negativa de protocolo de comunicação de acidentes quando o documento é elaborado pelos sindicatos, a qualidade das perícias, a transformação de benefícios por acidente de trabalho para auxílio-doença sem fundamentação e o acúmulo de serviços por parte dos médicos peritos.

A reportagem do TodoDia procurou o INSS por meio de sua assessoria de imprensa em São Paulo, mas o órgão não se manifestou sobre o inquérito civil.

Como base para as denúncias, a Assodeseg e o Sindicato dos Químicos anexaram ao documento boletins de ocorrência feitos por segurados, cartas com queixas sobre o atendimento do INSS e comunicações de acidentes de trabalho e exames médicos rejeitados pelos peritos.

O inquérito civil também deverá apurar a prática de um procedimento conhecido como alta programada, pelo qual ao realizar o exame inicial para verificar as condições de concessão do benefício, o perito do INSS fixa previamente a data a partir da qual o pagamento deve ser automaticamente interrompido, mesmo que o segurado continue doente.

De acordo com Márcia Regina Flauzino, presidente da Assodeseg, quase todas as pessoas que procuram a entidade tem queixas relativas a maus-tratos no atendimento nas unidades do INSS e de falhas na avaliação dos peritos. “O acúmulo de denúncias era tão grande que decidimos acionar o Ministério Público Federal”, disse ela.

Segundo Glória Nozella, assessora do Sindicato dos Químicos, uma das principais queixas dos usuários do INSS em Campinas é que os peritos escalados para as avaliações não são especialistas. “Não adianta você colocar um ortopedista para fazer uma avaliação psiquiátrica, mas muitas vezes é isso que acontece”, afirmou ela.

Para Mirian Pedrollo Silvestre, médica do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), da Prefeitura de Campinas, o fato de haver um inquérito civil em andamento facilita o encaminhamento de casos de pacientes que foram considerados inaptos para o trabalho pelos profissionais do serviço, mas liberados para voltar ao trabalho pelos peritos do INSS.

A postura assumida pelos médicos peritos do INSS de conceder alta a um número cada vez maior de beneficiários do auxílio-doença e também reduzir a concessão de novos benefícios tem sido alvo de críticas de usuários desde o início deste ano.

Segundo Márcia Regina Flausino, presidente da Assodeseg, das aproximadamente 3 mil pessoas que procuraram o grupo desde sua criação, 95% queixam-se justamente de altas indevidas.”

Glória Nozella Lima, dirigente do Unificados, em protesto contra a Previdência Social, em Campinas (Foto: Arquivo Unificados)

Glória Nozella Lima, dirigente do Unificados, em protesto
contra a Previdência Social, em Campinas (Foto: Arquivo Unificados)

Indique a página para um amigo

2 respostas para ““PREVIDÊNCIA: Procuradoria apura maus-tratos na agência Campinas do INSS””

  1. Gostatia de representar meu repudio a Gerente do Posto do INSS agencia Espirito Santo em |Belo Horizonte Minas Gerais, os fatos de maus tratos por esta senhora já vem a tempo, e não é tomada nenhuma providencia, voces colocam em cargo de importancia pessoas que não sabem que agencia do INSS e para tratar de assuntos delidados, como a saude, aposentadoria, consultas etc…pessoa que não sabe que contribui como todos Brasileiros mais de 35 anos, hoje que se reflete ao sálario milionario que recebe, preciso da cópia de um procedimento com rápides, e alem de nâo ser orientada rasgou o documento e jogou na minha cara,aproveitando da lei do funcionario publico que não pode ser agredido por palavras ou fisicamente, agora porque nos que precisamos dos serviços, somos desrespeitados, jogados na sarjeta PEÇO QUE TOMEM AS PROVIDENCIAS NESCESSARIAS SOBRE ESTA PESSIMA PROFISSIONAL, que sabe tambem que não pode ser demetida, ora bolas eu pago recebo pontapé e a sra de ouro pode se esbaldar seus preconceitos tratando mau não só a mim mas a todos que precisam desta agencia…Meu email está ai e creio que voces tambem nem leram, mesmo assim estou a disposição para outros esclarecimentos….Elizabeth Santos Rocha

  2. Wallace disse:

    Boa tarde, sou mais uma segurada que mesmo com vários atestados e exames médicos atestando incapacidade, o INSS irá me dar alta alegando que posso voltar a trabalhar.
    Como posso contatá-los, para engrossar este processo contra o INSS?
    Grata

Deixe uma resposta

Voltar.