Facebook
  • Adicione aos Favoritos
  • Contato
  • RSS
  • Mapa do Site
  • Indique a um Amigo
  • Matérias em Espanhol

Busca

Medley/Sanofi radicaliza e trabalhadores iniciam greve - Medley/Sanofi radicaliza e trabalhadores iniciam greve


Medley/Sanofi radicaliza e trabalhadores iniciam greve

As trabalhadoras e trabalhadores da Medley/Sanofi-Aventis, em Campinas, em decisão tomada em assembleia na tarde de hoje (26/04/11) deram início a uma greve devido à recusa da farmacêutica em atender a pauta de reivindicações e radicalizar ao afirmar que não voltaria a negociar sobre a questão.

 

Assembleia na Medley/Sanofi, em Campinas, em 26/04/11

 

A principal reivindicação do setor farmacêutico, em campanha salarial, é de um reajuste salarial de 13%, contra a inflação de 6,38% no período de 01 de abril de 2010 a 31 de março de 2011 (a data base é 01 de abril) . A patronal fez a contraproposta de 7,7%, o que representa um aumento real de 1,3% nos salários.

Os trabalhadores e trabalhadoras da Medley/Sanofi decidiram que este índice de aumento real é muito baixo, considerando o crescimento da produtividade e dos lucros do setor, conforme mostrou estudo econômico preparado pelo Sindicato Químicos Unificados.

ACESSE AQUI para ler o estudo econômico.

 

Trabalhadores da Medley/Sanofi, 26/04/11

 

A assembleia foi realizada às 14 horas. Ainda hoje será feita outra com o turno das 22h e amanhã com o que entra às 6 horas. Conforme decisão tomada em assembleias realizadas nos dias 8 e 9 de abril nas regionais de Campinas, Osasco e Vinhedo do Unificados, a proposta feita inicialmente feita pela patronal nas negociações em São Paulo foi considerada insuficiente e a luta seria levada fábrica por fábrica.

ACESSE AQUI para ler sobre estas assembleias.

A proposta recusada na Medley

Em negociação na manhã de hoje, a direção da Medley fez a proposta de manter os mesmos 7,7% feitos pelo Sindicato das Indústrias Farmacêuticas (Sindusfarma), aumentar o abono de R$ 500,00 (em duas parcelas) para R$ 700,00 com pagamento em uma única vez e de 20% na cesta básica contra os 6,38 iniciais.

Na EMS estado de greve

As trabalhadoras e trabalhadores da EMSS Farmacêutica, em Hortolândia, também recusaram a contraproposta da patronal de um reajuste salarial de 7,7%. Em assembleia realizada em 20 de abril eles decretaram o estado de greve, que poderá se transformar em paralisação caso a empresa não faça uma proposta melhor.

 

Assembleia na EMS Farmacêutica, em Hortolândia, em 20/04/11 (foto: João Zinclar)

 

Na EMS a luta é também contra a jornada de trabalho, inclusive exigência de excessiva horas extras. A farmacêutica quer implantar o sistema 5 x 1, muito prejudicial aos trabalhadores. Eles querem jornada de segunda a sexta-feira, com os sábados e domingos livres.

Indique a página para um amigo

8 respostas para “Medley/Sanofi radicaliza e trabalhadores iniciam greve”

  1. Jakson disse:

    É isso mesmo, o que mais se ouve dentro da fábrica são pessoas reclamando da forma extravagante com que estão trabalhando, mais a maioria dos que falam, não tem coragem se quer de lutar por seus próprios direitos, o que nos mostra claramente que não tem coragem de defender seu próprio pão e prefere viver de migalhas enquanto o patrão rir de seu medo!!!

    PALAVRAS, SIMPLISMENTE PALAVRAS, NADA RESOLVE SEM ATITUDE!!!

  2. Jakson disse:

    É isso mesmo, o que mais se ouve dentro da fábrica são pessoas reclamando da forma extravagante com que estão trabalhando, mais a maioria dos que falam, não tem coragem se quer de lutar por seus próprios direitos, o que nos mostra claramente que não tem coragem de defender seu próprio pão e prefere viver de migalhas enquanto o patrão rir de seu medo!!!

    PALAVRAS, SIMPLISMENTE PALAVRAS, NADA RESOLVE SEM ATITUDE!

  3. Valter disse:

    A Ems ja trabalha no sistema 5 x 1 desde fevereiro, mesmo sem autorização do sindicato e dos ministério do trabalho, esses funcionarios novos foram forçados a escrever uma carta que autoriza trabalhar nesse horario.

  4. Ems disse:

    O unico meio de conseguir alguma coisa com esses patroes é fazendo doendo no seu bolso so assim teremos algum direito para ganhar, se nao for assim vamos continuar vendo ele aparecendo em revistas como os Reis dos Genericos.

  5. Anonymos disse:

    A EMS ja implantou o sistema 5×1 desde fevereiro para o quem trabalha na manutenção, aqueles que foram contra, foram demitidos, mesmo tendo 10 anos de “casa” e vão mandar mais gente embora e contratar para trabalhar no 5×1 clandestinamente, obrigando a escrever cartas autorizando a fazer esse horario!
    è vergonhoso

  6. silva disse:

    Vamos a luta

  7. A única forma de os trabalhadores serem ouvidos pelos patrões é colocando-os contra a parede e fazendo com que eles não tenham outra alternativa senão negociar. Não há saída: o trabalhador só ganha se tirar algo do patrão e ai até a “pelegada” vai olhar, contente, o contra-cheque com o aumento conseguido!

  8. Diana santana disse:

    Esses patrões tb não querem mais nada né!!!
    Tem lucros altos e na hora de aumentar salario se recusam…
    Tem que fazer greve mesmo…td aumentou inclusive a rotina trabalhista!Vamos a lutaaaa pessoal.
    Vamos lutar pelo que é nosso por direito.

Deixe uma resposta

Voltar.